quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Mas vem comigo então
Diz pra mim que não foi em vão
Vamos a praia amanhã?
Leva contigo o vermelho da maçã!

Eis-me aqui em teus laços
Perdido como menino em teus braços
Jurei que não queria mais
Até ver em mim o reflexo que a dor me traz.

Sei que esse sonho vai terminar
Por que não sou eu quem anseias estar
Tão previsivel e fácil é o amor
Enquanto isso, deita comigo, por favor

Me acolhe, segura minha mão
Deixa arder o fogo dessa paixão
passeia comigo sem medo na areia da praia
antes que o amor que tens por mim saia.


[ A verdade sobre perder o ar - Rafael A.]

7 comentários:

TAF disse...

não vou poder entrar hoje, meu dia vai ser super corrido... se algo acontecer e eu não puder ir amanhã, te ligo. beijos


------
lindo texto *-*

Tatiana F. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiana F. disse...

algumas coisas mudaram...
mas estarei lá.

Tatiana F. disse...

O que houve?
Você sumiu, eu esperei meia hora, e vim embora, porque tinha que ir ao centro.

Tatiana F. disse...

Vi seu comentário agora, eu tentei te ligar, mas sempre dá caixa postal. E eu fui sim.

And_Rodrigues disse...

Sem sofrimento não há palavras que queiram romper com o anonimato que existe dentro do peito...parabéns

G. Pardal disse...

Linda poesia, me fez lembrar das cantigas de amor...